Museu e o Instituto Ricardo Brennand em Recife

São 30.000 M² de Arte.

O instituto Ricardo Brennand foi fundado em 2002 pelo colecionador e empresário Pernambucano, Ricardo Brennand e está localizado no bairro da Várzea, dentro de uma propriedade grande e deslumbrante onde o visitante já fica encantado com uma linda avenida de palmeiras imperial na entrada.

Pórtico na entrada principal:

VaConferir

Pórtico principal para quem chega ao Instituto Brennand.

Olha que encantamento essa majestosa avenida de palmeira que leva você até o castelo sede do Museu e Instituto Ricardo Brennand.

O que encontramos dentro do complexo:

Pense num lugar bacana! Tem até um salão (pinacoteca) com 1.200 m² para exposições equipado com a mais alta tecnologia em equipamentos, auditório, cafeteria, loja e jardins espalhados por todos os recantos das edificações do Instituo.

Já dentro do complexo, após a bilheteria, você vai de encontro a uma réplica em mármore de Carraca da estátua do David de Michelangelo, cujo o original foi concluído em 1504 na Itália e nos jardins, diversas esculturas esculpidas em mármore, ferro e bronzo como A Mulher no Cavalo.

Estátua de Davi, uma cópia da escultura escupida por Michelangelo Buonarroti, em Florença, Itália. O original está guardada numa academia desde do século XVII, para evitar desgastes da poluição etc.

Aqui, você pode tomar um café ou um pequeno lanche com frente para belos jardins com esculturas em mármore branco.

Museu de armas:

Museu em estilo medieval com um belíssimo acervo com cerca de 4.000 peças, considerada uma das maiores coleções de Armarias do mundo;

No Museu de Armas, o visitante vai encontrar verdadeiras joias da arte da cutelaria, apresentadas como: facas, espadas, adagas, canivetes, estiletes etc.

Ainda no museu de armas, vamos encontrar espadas de caça alemã, espadas egípcia, toda cravada em ouro e diamante, adaga trabalhada em cristal e parte em ouro, adaga Italiana com cabo de aço gravado com a figura de Hércules entres muitas outras peças das mais ricas do mundo.

Coleção de Canivetes, onde tudo começou ainda quando pequeno, Ricardo Brennand ganhou de seu pai um canivete e desde então não parou mais de colecionar.

Biblioteca:

Uma biblioteca, localizada também no prédio da Pinacoteca, reúne cerca de 60.000 itens, com especial enfoco para a História Colonial brasileira e destaque do período referente ao Brasil-Holandês de 1630-1654, com incursões pela História do Açucar e pela história das artes plásticas de maneira geral e sem falar nas galerias com mostras nacionais e internacionais e além, da coleção de escultura com destaque para as réplicas das principais obras do barroco italiano e também, em destaque as peças em mármore branco que vamos mostrar na galeria de fotos aqui no final desta postagem.

Esculturas em destaques:

O Pensador – Auguste Rodin

VaConferir

As três graças, Antonio Frilli – século XIX

VaConferir

Os lutadores

VaConferir

Mulher em repouso – século XIX

O Brasil Holandês na coleção do Instituto Ricardo Brennand.

Na Pinacoteca encontra-se o maior acervo de obras do pintor Frans Post, artista Holandês que esteve no Brasil no século XVII, o primeiro pintor a retratar a paisagem brasileira no século XVII.

Nesse espaço de tempo que vai desde 1630 até 1654 (e sobretudo entre 1637 e 1644, nos sete anos da administração Nassau) foram produzidas as primeiras e mais importantes obras de arte europeias das Américas, assim como mapas e textos fundamentais para a compreensão da topografia, da fauna, da flora e dos hábitos e costumes dos habitantes de nosso país. O acervo do Instituto Ricardo Brennand abrange as principais áreas da produção cultural desse período da história, e inclui retratos do Conde João Maurício de Nassau, mapas, objetos, moedas, documentos e ampla biblioteca sobre o domínio holandês, que está representada nesta exposição somente pelas mais raros e destacados livros sobre o assunto publicado no século XVII.

Na parte externa:

E tem mais! O complexo é rodeado pela Mata Atlântica, disposto em amplas áreas verdes, lagos, alamedas, nos quais o visitante poderá apreciar cisnes, gansos, patos, marrecos, garças e outras aves que ali fizeram morada.

VaConferir

VaConferir

VaConferir

Endereço, Ingressos, Horários e Dicas:

  • Aqui, pessoas com necessidades especiais e da Melhor Idade, tem prioridade, desconto nos ingressos e são recebidos com dignidade e respeito. Pense nisso!
  • Endereço do Museu: Alameda Antonio Brennand, s/n bairro de Várzea – proximidade do Campus da UFPE.
  • Preços dos ingressos:
  • Inteira R$ 30.00 Pessoas com deficiência, estudantes, professores e idosos acima de 60 anos R$ 15.00 Instituições educacionais particulares agendadas e confirmadas R$ 10.00 e entrada gratuita para Crianças até 07 anos, guias de turismo e taxistas, mediante documentos comprobatórios.
  • Telefones para contatos: 81 – 2121-0352 e 0365
  • Horário das visitas: Terça a Domingo – das 13 h as 17 h. Segunda feira é fechado e na última terça-feira de cada mês a entrada é gratuita (exceto nos meses de Janeiro, Julho e Dezembro).
  • Galeria com fotos do Instituto Ricardo Brennand
  • Site oficial: Instituto Ricardo Brennand
  • Dicas de hotéis em Recife, Bom e Barato.

Educação pela arte:

Tendo como principal objetivo a educação pela arte, procurando despertar na comunidade o gosto e o amor por sua própria cultura, o Instituto Ricardo Brennand vem mantendo programas de caráter educativo voltado para crianças e jovens da comunidade de Várzea (local do Instituto) e do estado de Pernambuco. Tudo por meios de projetos pedagógicos interativos, com uso de multimídia, a instituição participa da formação cultural de estudantes, abordando temáticas nos campos da história, das artes e da filosofia, em parceria com escolas públicas e privadas, bem como com as universidades sediadas na região.

Confira também:

Siga nossas Redes Sociais:

No Instagram, você confere antes fotos com Dicas de outras viagens.

No Facebook você ver fotos e vídeos com Dicas das viagens mais recentes.

No Twitter você confere Dicas com Links das postagens recentes.

“Realizar sonhos é o nosso objetivo” Viaje na Melhor Idade!

Mapa do Destino

16 respostas para “Museu e o Instituto Ricardo Brennand em Recife”

  1. Oie!!!
    Obrigada pela visita ao blog dicasdesupervisora.blogspot.com
    Estou te seguindo e tenho certeza que vamos aprender muito um com o outro!!!

    Bjks

    Sissa

  2. vc é mesmo um patuense muito viajado

  3. já fui nesse castelo, e acreditem… é muito lindo!

  4. revendo as belezas que sr Walter capta com toda essência de quem está próximo…lindas imagens!!!

  5. […] Brasil: Museu e Oficina Brennand , Instituto Ricardo Brennand , Museu do Cangaço e Museu da Língua […]

  6. […] existentes em Recife, que ao nosso olhar, nenhum turista poderá deixar de conhecer, o primeiro o Instituto Ricardo Brennand – com obras de arte de diversas épocas e procedências e as diversas esculturas espalhadas pelos […]

  7. Ann Cynthia disse:

    Que lugar lindo! O Brasil e suas riquezas culturais!

  8. Estou encantada com o museu Brennan.. Fiquei sabendo através do programa Estrela da rede globo. Ângela mostrando um artesão ceramista… Pôxa que beleza. Sou professora de geografia e muito me interação conhecer pessoalmente.

    Um abraço fraterno.

  9. Lindo lugar

  10. fernando marques de lima disse:

    fui a recife, mais a dez anos que tento comhecer o museu, mais as chuvas não deixarão. mais finalmente, conheci aqui pela internet! é muito lindo! cosmico universal! os deuse ama e eu também! quando eu for aí em recife em novembro ou dezembro aí eu irei conhecer! amei tuda história! e irei amar aí pesoalmente!professor de história geral do oriente! ocidente!daarte! e religião! demaceió.alogoasnordeste brasil! américa latina! planeta terra!

  11. Julio Cesar Lázaro disse:

    Estive neste instituto em maio de 2015. O lugar é fantástico. Esculturas pra todo lado que se olhe. Tudo lindo e muito organizado. Já estou programando um retorno

  12. FILETO DIAS CAMARGO-CASCAVEL-PR disse:

    Já visitei vários Museus, mais este, é realmente fora de série, pela grande quantidade de peças existentes, não existe espaço para se expor mais nada. É realmente deslumbrante.

  13. Giulia Matias Virginio disse:

    Vindo de João Pessoa como chego

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *