Montreal: fomos direto para o Oratório de São José.

Em Montreal, o que fez a gente ir conhecer a Basílica de São José ou Oratório de São José, foi saber que o Coração de seu construtor, irmão André, está conservado em um relicário no oratório principal da igreja. Localizado no Monte Royal, um dos principais atrativos turísticos e popular da cidade em função não só da Basílica, mas, da grande área verde do parque com diversas atividades de lazer.

Centro Olímpico de Montreal:

A nossa maior curiosidade foi conhecer a Torre Inclinada com 170 metros de altura com dois enormes elevadores panorâmicos que transporte a gente até o topo onde tem um mirante para apreciar uma belíssima vista da cidade de Montreal.

É quase impossível você ir a Montreal e não querer conhecer o Complexo Olímpico, maravilhoso e em funcionamento. Dentro, fica o estádio Olímpico com capacidade para até 50 mil pessoal.  Foi construído para as Olimpíades de 1976 e atualmente é um espaço público cultural.

A cidade subterrânea:

Para mim, a maior surpresa foi conhecer, vivenciar e me apaixonar pela Cidade Subterrânea que existe em Montreal. Parece história de mentiroso, mas, são mais de 30 quilômetros de galerias embaixo das Ruas, Praças, Prédios e até hotéis (no nosso hotel, tinha um elevador que descia até a cidade subterrânea). Só para se ter uma ideia das suas dimensões, no mapa informativo que pegue no Hotel, constava que ali embaixo tem aproximadamente 1.700 lojas, 200 restaurantes (almoçamos num deles), museus, cinema, estação de metrô e ônibus, teatros e mais de 200 entradas e saídas da cidade subterrânea, considerada a maior do mundo.

Faz Tempo!

Mapa do Destino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *