foto 3

Cinco dias em Lisboa: como foi para o casal na Melhor Idade?

AEROPORTO DE LISBOA.

Tá lindo, moderno, grande e com excelentes mixs de lojas e balcões de atendimento.

DSC09279 (Medium)

Chegamos em Lisboa e para que tudo funcionasse como planejado, do aeroporto para o hotel, por quê pagar táxi se os ônibus (autocarros) passam a poucos metros dali? Nesse dia, pagamos £ 2,00 (para o casal) e em dez minutinhos chegamos; é pertinho da região central e o motorista foi atencioso e nos orientou na descida já avistando o nosso hotel.

No primeiro dia foi para descansarmos e compensarmos a diferença de mais ou menos umas quatros horas em consequência do fuso horário. Passamos a tarde dormindo. O quarto do Hotel muito aconchegante; ao anoitecer, saímos para uma pequena caminhada e depois de arrumar o visual, fomos jantar num restaurante ali próximo.

DSC03552 (Medium)

Nos cinco dias seguintes, fomos visitar e conhecer alguns pontos turísticos da cidade e da maneira como gostamos: a pé, de metrô, ônibus, bondinhos, um pit stop para um cafezinho, uma pracinha ou jardim ao entardecer e quando a noite chega, já com um novo visual, vamos direto para aquele bacalhau no azeite acompanhado de um vinho ou uma geladinha para brindar e agradecer por mais um dia viajando.

Cópia de DSC03355 (Medium)

Na foto acima, foi no Restaurante de João do Grão – bem famoso no centro – que jantamos um delicioso bacalhau na brasa, sempre acompanhado de uma boa cerveja. É uma delícia e único na região.

CINCO DIAS EM LISBOA.

 AS DUAS PRAÇAS: DO ROSSIO E DA FIGUEIRA:

 Aqui, parece ser o ponto de encontro dos turistas, da juventude, de todos os visitantes. Todo mundo tirando fotos e mais fotos do pedaço.

Na praça do Rossio, seu destaque são as duas monumentais fontes que foram construídas no local onde antes eram poços, com figuras mitológicas, em ferro fundido, faz o espetáculo deslumbrante ao lado de uma coluna de 27 metros de altura com a estátua de dom Pedro IV na sua ponta, que para os brasileiros, é dom Pedro I (o primeiro imperador do Brasil independente). Na frente, o Teatro Nacional dona Maria II.

Praça do rossio (Medium)

Na Praça da Figueira, o destaque é a estátua de dom João I e algumas lojas e cafés, fazendo ponto de encontro para um bom e saudável bate-papo.

Praça da Figueira (Medium)

ELEVADOR SANTA JUSTA:

Também, conhecido como o Elevador do Carmo, uma construção marcante no centro de Lisboa. Estrutura de ferro, com capacidade para até 25 passageiros que sobem e descem nos dois elevadores.

DSC03569 (Medium)

No dia em que estávamos lá, pagamos apenas dois Euros; é tão espetacular a vista panorâmica que se tem de toda a região central da cidade, que ficamos a maior parte do tempo contemplando e fotografando todos os pontos que a vista alcança.

A RUA AUGUSTA ATÉ A PRAÇA DO COMÉRCIO:

DSC03567 (Medium)

Uma rua movimentada, simpática, exclusiva para pedestre, lojas e cafés em toda a sua extensão fazendo ser a principal rua da região central. Mais a frente, passamos pelo Arco do Triunfo, portão de entrada para a Rua Augusta ou para a Praça do Comércio, também, conhecido como Terreiro do Paço, uma espetacular explanada com a estátua de dom José I com frente para o Rio Tejo.

O FUNICULAR:

Praça dos Restauradores, encontramos numa das ruas que dá acesso ao bairro alto, na Rua do Gloria, uma carruagem elétrica (Funicular), com apenas dois euros (no dia), para nos levar de ida e de volta até a parte alta da cidade a Praça São Pedro de Alcântara e de lá, apreciar a região central de Lisboa que ficou lá em baixo.

LISBOA PORT (Medium)

Vale a pena pagar e subir. Lá em cima, é a parte boemia da cidade, e onde está a cultura e os belíssimos shows de Fado e nessa noite assistimos a um no Café Luso (com jantar incluso). Recomendamos!

PRAÇA MARQUÊS DE POMBAL:

DSC04703 (Medium)

Uma monumental coluna em homenagem ao Marquês de Pombal com sua estátua que fica na ponta da coluna, contemplando a cidade de Lisboa e na sua base, diversas figuras representando as grandes reformas do cenário político, econômico, educacional e social do país.

O PARQUE EDUARDO VII:

Ali ao lado do nosso hotel, O Parque Eduardo VII, considerado a maior área verde da cidade e batizado por ele mesmo, Eduardo VII, o rei da Inglaterra que havia visitado a cidade de Lisboa em 1902 para reafirmar a aliança entre os dois países.

DSC03303 (Medium)

Logo no início, encontramos no eixo central do parque um espetacular jardim que olhando no horizonte, é um encantamento de ponta a ponta.

Mais acima, um encontro com uma das mais perfeitas “vistas panorâmicas” que se tem do próprio parque e da cidade de Lisboa com o Rio Tejo ao fundo.

Cópia de DSC03300 (Medium)

DSC03308 (Medium)

Os cenários são lindos e merecedor de uma visita, aliás, encontramos diversos ônibus chegando e saindo com turistas. É uma alegria geral para ver e tirar fotos.

JARDIM AMÁLIA RODRIGUES:

DSC03314 (Medium)

Cópia de DSC03315 (Medium)

Ali ao lado, não podíamos deixar de mostrar: Um lago com fonte, um belo jardim, um anfiteatro e um restaurante bar, tudo isso numa homenagem merecida a Fadista Portuguesas de todos os tempos, Amália Rodrigues. Foi um final de tarde espetacular.

A noite chega e com ela, novamente a vontade de degustar um bom bacalhau assado acompanhado de uma cerveja bem fria para agradecer e brindar com saúde mais um dia de viagem com sucesso absoluto.

DSC03361 (Medium)

Aqui na mesa do restaurante, conversamos sobre o dia que passou, das coisa boas que curtimos e com o pensamento positivo que o dia seguinte será tão quanto ou melhor o dia que passou.

PRAÇA DOS RESTAURADORES:

Cópia de DSC03174 (Medium)

No centro, um obelisco com 32 metros de altura, erguido em 1886, em homenagem a libertação de Portugal do controle espanhol. As imagens de bronze no pedestal retratam a vitória e a liberdade.

PRAÇA LUÍS DE CAMÕES E FERNANDO PESSOA:

DSC03565 (Medium)

DSC03564 (Medium)

Reduto de escritores e intelectuais da época e para imortalizar o local, foi instalada ali uma estátua de Fernando Pessoa, poeta Português mais famoso do século XX, acomodado numa cadeira em frente ao Café Brasileira.

DE BONDINHO ATÉ O CASTELO DE SÃO JORGE:

DSC03214 (Medium)

DSC03202 (Medium)

No centro da cidade, na Rua da Conceição, encontramos um bondinho que nos levou até o famoso Castelo de São Jorge, pense num passeio legal e num local que recomendamos a qualquer visitante: chegar ao Castelo no topo da montanha e apreciar a vista de quase toda a cidade de Lisboa, não tem preço, é espetacular; chegando lá, muitas lojinhas de souvenir, lanchonetes e áreas de lazer com conforto. Foi incrível esse passeio para conhecer e vivenciar a história e passado dos Portugueses.

DE BONDINHO ATÉ O BAIRRO DE BELÉM:

Uma viagem de sonho. O bondinho pára e desce alguém do lugar e sobe um idoso que mostra a carteirinha e o jovem cede o lugar. Chegamos e fomos direto para a fábrica dos famosos Pasteis de Belém. Essa região de Belém é linda, praças, jardins, monumentos e diversos museus espalhados por todos os lados. Diante de tantas atrações, visitamos apenas o Mosteiro dos Jerónimos e a Torre de Belém.

Aqui vai a nossa dica: compre o ingresso casadinho – Mosteiro dos Jerónimos + A torre de Belém que fica mais em conta e se você for da Melhor Idade (+65 anos), tem 50% de desconto.

Praça dos Jerónimos (Medium)

No Mosteiro dos Jerónimos, o mais visitado de todas as atrações do bairro e sem dúvidas, o complexo é um monumento à era dos Descobrimentos. Ao entrar, pela aglomeração dos visitantes, você já é convidado a também, visitar o túmulo de Vasco da Gama. Também, vai encontrar os túmulos de Dom Manuel I, sua esposa dona Maria. João III e Catarina estão apoiados em estátuas de elefantes. Não deixe de observar a riqueza em detalhes da arquitetura geométrica do Portão principal de entrada ao monumento.

DSC00851 (Medium)

A Torre de Belém, erguida por volta de 1515 e 1521 para funcionar como uma espécie de Fortaleza as margens do Rio Tejo. Ao entrar, preste atenção a beleza e a posição em que foi instalada com frente para o Mar a estátua de Nossa Senhora do Bom Retorno, protetora dos viajantes. Na parte inferior, o porão onde certamente funcionou como prisão e na parte superior, a galeria renascentista, a torre erguida para defesa, não deixe de apreciar a linda vista.

O PARQUE DAS NAÇÕES, UM EXCELENTE PASSEIO DE UM DIA:

De metrô, chegamos a belíssima estação Oriente que fica exatamente dentro do Parque. É só bater pernas e nada mais, tudo é muito fácil e tranquilo para passear e conhecer cada canto do parque.

Cópia de DSC03233 (Medium)

O Parque das Nações, também conhecido como Expo 98 por sua construção ter sido executado para receber as Olimpíadas de 98 e abrigar a todos do mundo dos esportes.

Cópia de DSC03244 (Medium)

Seu projeto teve como conceito urbanístico a revalorização da cidade de Lisboa com o Rio Tejo, onde toda a sua estrutura foi pensando no futuro. Tudo Isso já percebemos logo ao chegarmos à Estação do Oriente, num só espaço estão a estação de metrô, estação rodoviária, ferroviária e uma variedade de lojas comerciais.  Saímos da Oriente e entramos no Shopping Vasco da Gama que de diferente dos demais a cobertura da nave principal que é transparente e com água escorrendo por toda extensão de sua cúpula.

DSC03254 (Medium)

Caminhar pelas praças, avenidas e jardins, é o como se estivéssemos num museu de arte urbana à céu aberto, são tantas figuras e obras expostas que a gente saiu da rota planejada no início do tour.

Cópia de DSC03275 (Medium)

Seguimos acompanhando aquela ala arborizada ao lado de um dos pavilhões com aquele belo espelho d’água até chegarmos à passarela que dá acesso ao magnifico oceanário com uma marina ao lado e o teleférico, é impressionante olhar para traz e ver os dois edifícios que estão perfiladas ao lado do shopping Vasco da Gama, são as famosas torres São Gabriel e Rafael. Cada uma com mais de 100 metros de altura e que do local que estávamos via-se perfeitamente suas arquiteturas que foram inspiradas na proa de um barco.

O OCEANÁRIO DE LISBOA:

 Depois de visitarmos o Oceanário fomos passear no teleférico, contemplando as belezas do Rio Tejo e a arquitetura do parque, visitamos o Museu ou Pavilhão do Conhecimento, um museu interativo de ciência e tecnologia, locais de exposições onde a gente interage com o mundo científico e tecnológico, novidades das ciências vivas. Não deu tempo a gente entrar no Museu, mas, é recomendável.

DSC03250 (Medium)

À tarde chega e com ela o cansaço e para nossa sorte, encontramos a Alameda dos Oceanos, espaço de repouso e passeio, onde a sombra convida a permanecer por alguns instantes, pois, dificilmente a gente com tantas obras de arte, prédios elegantes, cassino, hotéis, museus, jardins e vulcões de água em toda a sua extensão (dois km) faz a gente parar para descansar.

Cópia de DSC03275 (Medium)

DSC03278 (Medium)

Visitar e ficar por dentro de tudo que existe na Expo 98, um dia é insuficiente e para saber mais sobre esse magnifico local, recomendamos que faça uma visita ao portal oficial do Parque das Nações.

A ESCULTURA RIZOMA:

DSC03234 (Medium)

Uma escultura de ferro composta por nove figuras humanas, que ao se encaixarem umas nas outras, simbolizam a união entre os homens.

DICAS DE PASSEIOS DE UM DIA SAINDA DE LISBOA:  

SINTRA é bem pertinho, uns 25 quilômetros de distância para quem sai do centro de Lisboa.

DSC03345 (Medium)

A melhor dica é ir de trem saindo da estação do Rossio que fica bem no centrinho da cidade. É ótima viagem e o preço do bilhete por apenas £2.00 (nesse dia) e em 30 minutinhos, estávamos lá.

FÁTIMA, também outro Bate e Volta sensacional. Fomos de ônibus de linha normal e tudo foi muito simples e rápido. Pegamos o metrô ao lado do nosso hotel (centro) e em 5 minutinhos, chegamos na estação Jardim Zoológico, onde está localizada ali do lado, a Rodoviária de Sete Rios, compramos nossos bilhetes de ida e volta pela empresa Rede Expresso ao preço de £8.00 cada (compramos na hora) e em apenas 1h30m estávamos na rodoviária de Fátima, bem pertinho do Santuário conforme o motorista informou.

DSC03386 (Medium)

DSC03406 (Medium)

Foi um excelente dia andando pelo Santuário de Fátima, apesar de essa ser a 6ª melhor viagem que fizemos ao Santuário de Fátima.

ONDE FICAR EM FÁTIMA: pesquise e faça sua reserva aqui na Booking.com, a maioria dos hotéis estão coladinhos ao Santuário.

Além de todo o complexo do Santuário (lógico) não deixe de visitar esse Incrível Museu de Cera que fica ao lado do Santuário.

AVISO AOS IDOSOS:

Esteja sempre com sua identidade em mãos em todos os lugares para comprovar sua IDADE e USUFRUIR dos benefícios a que tem direito, a começar no Check-In nos aeroportos, entrar na fila certa, assentos identificados, ter os descontos nos ingressos em parques, museus, shows, metrô, ônibus, trens e em muitas outras atrações turísticas que oferecem bons descontos e até gratuidade para a Melhor Idade.

Em caso de emergência em Lisboa, ligue para o número 112 e relate a sua necessidade se quer falar com a polícia, corpo de bombeiro, ambulância ou médico etc. Não precisamos e portanto, não sabemos ao certo se funciona.

ONDE FICAR EM LISBOA:

Fazendo sua reserva aqui no nosso parceiro Booking.com, você leva vantagem em não pagar nenhuma taxa, e tem cancelamento grátis em quase todos os quartos e ainda, só paga quando na acomodação.

CONHEÇA TAMBÉM:

A HISTÓRIA DAS TRÊS VIDENTES DE FÁTIMA: É um museu com mais de 30 cenas de um realismo perfeito que retrata a história das aparições de Fátima em 1917 como o maior acontecimento religioso da humanidade. Leia e veja as fotos que tiramos durante a nossa vista ao Museu de Cera de Fátima.

Um comentário em “Cinco dias em Lisboa: como foi para o casal na Melhor Idade?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *